Agência nacional virá a MS para analisar contas altas de energia

Vinda ao Estado foi solicitada pelo Procon e deputados estaduais após reclamações de consumidores sobre faturas altas de energia no começo de 2019

Marcelo Salomão, superintendente do Procon estadual, durante audiência na Câmara. (Foto: Danielle Valentim).
Marcelo Salomão, superintendente do Procon estadual, durante audiência na Câmara. (Foto: Danielle Valentim)

Representantes da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) virão a Mato Grosso do Sul, conforme solicitaram o Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) e os deputados estaduais. O objetivo é analisar as contas de energia consideradas abusivas.

O aumento foi percebido, principalmente, nos dois primeiros meses de 2019 e a Energisa, concessionária responsável pelo fornecimento de energia elétrica, alega que a alta temperatura provocou o aumento de consumo e, consequentemente, elevação nas contas.

Segundo o superintendente do Procon estadual, Marcelo Salomão, a direção da Agência Nacional confirmou a vinda ao Estado, mas ainda não definiu a data. Durante reunião na Casa de Leis, nesta semana, o dirigente disse que havia enviado um ofício para Agência contribuir com a análise técnica das contas, diante de 3 mil reclamações em todo MS.

A ideia é que os representantes ou o próprio presidente André Pepitone venha para a audiência pública, que vai ocorrer na Câmara Municipal sobre o assunto no dia 20.

“Procuramos a Agepan também para a gente entender melhor a questão técnica da Energisa, porque queremos aprofundar esse tema técnico. É provável que a gente consiga juntar forças”.

O presidente da Assembleia Legislativa de MS, deputado Paulo Corrêa (PSDB), afirmou que conversou com o presidente da Aneel, por telefone, para que ele ajude o trabalho de análise das contas. “Vamos discutir tecnicamente essa cobrança, pois o sistema tarifário de cobrança é até difícil de entender. São 139 itens que compõem o cálculo da cobrança”.

Desde que os primeiros relatos de contas altas chegaram, a Energisa afirma que o aumento da temperatura foi um dos fatores. A concessionária também deu a opção de parcelar a fatura, no caso de quem recebeu fatura acima de 100% do que costumava vir nos meses anteriores.

Fonte: CG News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *