Amado Batista está namorando jovem de 19 anos

Cantor, de 67 anos, já apresentou Layza Felizardo a familiares e amigos

Amado Batista, de 67 anos, está namorando a estudante de Direito Layza Felizardo, de 19, há cinco meses. Embora o casal seja discreto nas redes sociais, a jovem já não esconde o romance entre eles.

O envolvimento entre eles começou depois que ele se apresentou na cidade de Careiro Castanho, no Amazonas, como uma das principais atrações da 12ª edição da Feira Agropecuária da cidade, realizada entre os dias 9 e 11 de agosto do ano passado. Na ocasião, ela estava na plateia e despertou a atenção do cantor.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nascida em Manaus (AM), Layza tem feito várias viagens com o cantor e já visitou cidades dos estados de Goiás, Mato Grosso e São Paulo com ele. Em postagens mais recentes, ela compartilhou um presente que ganhou de Lorena Batista, filha de Amado, e a chamou de enteada. A menina também tem carinho pela madrasta e já disse que ela é a “melhor fotógrafa das galáxias” nas redes sociais.

De acordo com uma pessoa próxima ao cantor, ela já está enturmada com amigos e pessoas da convivência de Amado, como a cantora Tania Mara e a atriz e youtuber Roberta Almeida. O cantor foi quem acolheu a família delas em São Paulo, quando deixaram a cidade de Brasília no início dos anos 90.

O cantor também tem contado com a companhia de Layza em passeios, como um show da dupla Zezé Di Camargo & Luciano, realizado em São Paulo no segundo semestre de 2018. Ao lado dela, ele também esteve na mansão do cantor Gusttavo Lima, localizada em um condomínio da cidade de Goiânia, no mês de dezembro do ano passado.

“ABANDONADO PELAS PRINCESAS”
No início de 2018, Amado concedeu uma entrevista ao programa Sensacional, da Rede TV!, e falou sobre a vida amorosa: “[O coração] está tranquilo. Não estou casado, estou solteiro, abandonado pelas princesas, mas vou encontrar uma ainda para cuidar de mim. Ainda não tenho, mas vou ficar na esperança.”

amadobatistanamorada

Uma mulher de 27 anos foi golpeada com uma lixa de unha de metal após ter bloqueado outra integrante em um grupo no WhatsApp.

Anastasia Markova administra um grupo no qual estão mulheres que discutem a educação dos filhos em uma creche de São Petersburgo, na Rússia. Entretanto, após a inclusão de Lyudmila Balkovaya-Kunitskaya, a vítima da agressão achou a nova integrante “chata” e decidiu excluí-la.

Com isso, Lyudmila abordou Anastasia e a chamou de “czarina” e “deselegante”. O desentendimento aconteceu na própria creche.

Segundo o depoimento da suspeita no boletim de ocorrência, a jovem que controla o grupo foi a primeira a atacar.

“Ela tentou virar o meu carrinho de bebê, quando a minha filha de 1 ano ainda estava nele. Tive que me proteger”, relatou Lyudmila, que atingiu a cabeça da mulher com a lixa de unha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *