ELDORADO: Polícia não descarta que morte em frigorífico de Eldorado seja um homicídio

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Polícia Civil, que investiga a morte de Rodrigo Lopes, de 33 anos, em uma fábrica da Bello Frango, na BR-163, em Eldorado, na tarde de ontem (7), não descarta a hipótese do caso ser um homicídio. A investigação também segue as linhas de acidente de trabalho e suicídio.

Conforme informações do delegado responsável pelo caso, Pablo Ricardo Campos, da Delegacia de Polícia Civil de Eldorado, funcionários da empresa e de seções próximas do local onde a morte aconteceu já foram ouvidos.

“Uma testemunha, que trabalha em um setor ao lado, disse que chegou a ver as pernas da vítima dentro da máquina, mas não soube dizer o que aconteceu; se ela caiu ou foi sugada”, disse ao Correio do Estado.

Ainda segundo o delegado, a área tem câmeras de vigilância recém-instaladas, mas não estão em funcionamento porque os cabos dos equipamentos ainda estão sendo colocados. “Por azar elas não estavam funcionando. Talvez em uma questão de uma semana mais ou menos elas já estariam ligadas e iam flagrar todo o ocorrido”, finalizou Campos.

De acordo com o boletim de ocorrência, que foi registrado como morte a esclarecer, Rodrigo estava jogando temperos no misturador de massas, que faz a preparação das carnes e alimentos embutidos, quando caiu e foi sugado para dentro do equipamento, morrendo na hora. A Polícia Civil, junto com peritos e investigadores estiveram no local.

Fonte: Correio do Estado e Por Dentro do Assunto Iguatemi

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *