Homem que acompanhava traficante morto em perseguição é preso

Moradores de Goiânia estavam no Jetta que capotou durante perseguição da PRF; carro transportava 355 quilos de maconha

Helio de Freitas, de Dourados – CG News

Foi preso na madrugada desta quinta-feira (7) o segundo homem que estava no Volkswagen Jetta capotado com 355 quilos de maconha na noite de ontem na BR-463, entre Ponta Porã e Dourados. O acidente ocorreu quando os dois traficantes tentavam fugir de policiais rodoviários federais. O motorista, Marcos Leandro de Freitas, 42, morreu. Amaury Silva Carvalho de Sousa, 26, foi localizado por volta de 5h30 da madrugada. Ele conseguiu sair do carro capotado e correu para o mato.

No momento em que foi preso, Amaury disse que apenas acompanhava Marcos na viagem e que o condutor era o dono da maconha. Depois confessou que participava do tráfico e que pegaram o carro com a maconha no estacionamento de um shopping de importados em Pedro JuanCaballero para entregar em Dourados. O Jetta cinza ano 2016 tinha sido roubado em Brasília (DF) no dia 9 de setembro deste ano. O carro usava placa falsa.

Cavalo doido – De acordo com policiais rodoviários federais, a dupla transportava a maconha no sistema conhecido como “cavalo doido”, em que condutores contratados por traficantes aceitam dirigir carros lotados de droga. Caso encontrem a polícia na estrada, fogem em alta velocidade até um ponto isolado, onde abandonam o carro com o entorpecente e correm para o mato.

Por volta de 19h de ontem, a PRF tentou abordar o Jetta na BR-463, mas o condutor furou o bloqueio policial e fugiu em alta velocidade em direção a Dourados. Perseguido pelos policiais, na altura do km 53 o motorista perdeu o controle do carro e capotou várias vezes. O Jetta ficou destruído.

Os policiais chegaram a prestar os primeiros socorros ao motorista, mas ele morreu no local. Quando foi preso hoje, Amaury contou que usava cinto de segurança e aproveitou a escuridão para se esconder após sair do carro capotado.