Governo de MS estuda imunizar estudantes para manter volta às aulas segura

O Governo de Mato Grosso do Sul estuda imunizar adolescentes de 12 a 17 anos quando todos os adultos estiverem vacinados com pelo menos a primeira dose de imunizante contra a covid-19.

Previstas para serem retomadas em 2 de agosto, aulas presenciais da rede estadual de ensino poderão contar com mais uma garantia de biossegurança aos pais e responsáveis, visto que profissionais de educação já estão praticamente todos imunizados.

Conforme apurou a reportagem, já na próxima reunião do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança na Economia), prevista para a tarde de segunda-feira (19), será discutida a abertura da vacinação pra adolescentes.

Atualmente, segundo dados do painel Mais Saúde, há cerca de 4,7 mil adolescentes, de 12 anos ou mais, vacinados com a 1ª dose da Pfizer, único imunizante que pode ser utilizado nessa faixa etária, em Mato Grosso do Sul. Esse grupo teve aval do Ministério da Saúde para que fosse vacinado, mediante comprovação de que tivesse alguma das comorbidades listadas pela pasta.

Vale lembrar que as escolas, independentemente de vacinação ou não dos estudantes, já terão de seguir algumas limitações com base na classificação vigente de seus municípios, de acordo com o programa. Em geral, a volta às aulas está vinculada às bandeiras do Prosseguir e deverão respeitar as decisões do mesmo.

Uma das restrições já definidas, por exemplo, é que cidades em bandeira cinza terão 30% dos estudantes em sala, em classificação vermelha poderá haver metade dos alunos, em laranja serão 70% de discentes, enquanto a amarela permite até 90% de lotação e apenas a bandeira verde libera totalmente essa regra.

Foto Destaque: Ilustrativa / Divulgação / Arquivo Pessoal

Fonte: Caarapó News