Mato Grosso do Sul atinge a menor taxa de contágio da pandemia

Mato Grosso do Sul continua registrando cenário de estabilidade da Covid-19. Diversos indicadores apontam para essa tendência de desaceleração, entre eles a taxa de contágio que atingiu recorde histórico nesta sexta-feira (16) com 0.84.

Outro dado que mostra estabilidade são os gráficos da média móvel que nos últimos 21 dias apresenta uma desaceleração tanto de casos confirmados quanto nos óbitos.

Os dados do boletim epidemiológico desta sexta-feira (16) confirmaram mais 810 casos de Covid em Mato Grosso do Sul e registram mais 18 óbitos por complicações da doença.

Os municípios com maior número de novos casos são: Campo Grande (+314), Dourados (+68), Três Lagoas (+44), Chapadão do Sul (+30) e Corumbá (+29). A média móvel da última semana indica confirmação de 730 casos diários.

De 7.910 casos ativos no Estado, 662 são pacientes internados em leitos clínicos (295) ou de Unidade de Terapia Intensiva (367). A taxa de ocupação de leitos nesta sexta-feira é de 80% em Campo Grande, 55% em Dourados, 76% em Três Lagoas e 56% em Corumbá.

A fila de espera por um leito em Mato Grosso do Sul conta com 42 pacientes, sendo 40 na Central de Regulação de Campo Grande, e 2 na do Estado.

Os óbitos notificados nesta sexta, são de sul-mato-grossenses que residiam nos seguintes municípios: Campo Grande (+7), Dourados (+3) e Corumbá (+2). Bataguassu (+1), Chapadão do Sul (+1), Costa Rica (+1), Mundo Novo (+1), Paranaíba (+1) e Três Lagoas (+1).

Desde o início da pandemia 8.630 pessoas morreram por Covid no Estado. A média móvel indica 21,6 óbitos diários nos últimos 7 dias.

Conforme os dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) existem 2.612 testes em análise no Lacen e laboratórios parceiros e 4.267 casos sem encerramento pelos municípios.

Confira o detalhamento do boletim Covid apresentado nesta sexta-feira, 16 de julho de 2021 aqui.

Foto Destaque: Chico Ribeiro

Fonte: Amambai Noticias