Irmãos são presos por realizarem série de furtos de mesas de sinuca na fronteira

Uma série de furtos de mesas de sinucas em Amambai, Tacuru e Paranhos desencadeou uma operação entre a Polícia Civil e Militar.

Nesta quinta-feira (22) os agentes prenderam dois irmãos, com idades de 34 e 38 anos e que foram identificadas como autores do crime.

A Polícia Civil passou a investigar o caso após uma mesa de sinuca ser furtada de um bar, na madrugada do dia 26 de junho, em Tacuru. Nos dias 10 e 11 de julho, mais duas mesas foram furtadas em estabelecimentos comercias diferentes, na cidade de Amambai. Câmeras de monitoramento registraram a ação dos criminosos e o veículo utilizado para o transporte dos objetos. Pelas imagens, a Polícia Civil conseguiu identificar a placa do veículo de forma parcial.

Durante a investigação, os criminosos furtaram mais uma mesa, no último final de semana, na cidade de Paranhos. Na ocasião, uma câmera registrou o rosto de um dos criminosos e, durante patrulhamento da região de fronteira, uma equipe da Polícia Militar realizou a abordagem da dupla no prolongamento da rodovia MS-160, em Tacuru. A dupla confessou os furtos.

Conforme o delegado Edgar Punsky, titular da delegacia de Paranhos, a dupla relatou que as mesas seriam levadas para Pedro Juan Caballero, onde passariam por uma reforma e seriam trazidas de volta para o Brasil. O delegado explicou ainda que os irmão fazem parte de um esquema organizado que age na região de Pedro Juan e Ponta Porã.

A ação contou com policiais civis de Amambai, Tacuru e Paranhos, e de policiais militares da 3ª CIPM, com sede em Amambai, e responsável pelo policiamento em Tacuru, Paranhos, Sete Quedas e Coronel Sapucaia. As mesas levadas ao Paraguai ainda não foram recuperadas.

Foto Destaque: Divulgação

Fonte: A Critica de Campo Grande