Moro é intimado pela PF a depor sobre atos antidemocráticos

O ex-ministro da justiça e segurança pública Sérgio Moro foi intimado, nesta sexta-feira (18), a depor como testemunha no inquérito que investiga atos antidemocráticos. A assessoria de Moro informou que o depoimento acontecerá no próximo dia 2.

Em nota, a defesa de Moro informou que a intimação aconteceu porque “na época ele era titular do Ministério da Justiça e Segurança Pública”. O relator do inquérito, ministro Alexandre de Moraes, afirmou que as investigações da PGR (Procuradoria Geral da República) apontam para associação criminosa voltada à desestabilização do regime democrático.

Além de Moro, a Polícia Federal marcou depoimento do deputado federal Eduardo Bolsonaro para o próximo dia 22. O vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro estava marcado para comparecer à Superintendência da PF no dia 10 desse mês, mas o órgão não informou se o depoimento foi realizado.

Com informações da CNN Brasil